Qual deve ser o volume do som da minha academia?

Som da minha academia: Academias, além de ambientes de saúde, bem-estar e estética, são locais musicais. Sempre há uma música tocando para estimular e entreter os alunos — e até mesmo para que o tempo passe mais rápido para alguns deles.

Mas isso não significa que o volume do som deva ser alto a ponto de se poder identificar a música até mesmo do lado de fora. Porém, também não pode ser baixo o suficiente para escutar até mesmo a respiração da pessoa no aparelho ao lado.

Saiba agora qual deve ser o nível de potência musical e como garantir qualidade a ele.

banner musica personalizada para sua academia

Experimente grátis, músicas personalizadas para a sua academia.

Acima do tom de diálogo

Ao abrir a academia, antes do primeiro aluno chegar, ligue o rádio ou player e verifique se o volume do som cobre a fala normal de uma conversa. Você pode testar iniciando um diálogo com a equipe.

Caso isso ocorra, é o primeiro indicativo de que está acertando no nivelamento. E, obviamente, se a fala é suplantada pela música, a respiração das pessoas e os ruídos dos aparelhos também não serão percebidos.

A música precisa estar alta o suficiente para ser notada como parte ativa da experiência e mascarar os ruídos do ambiente e as conversas das pessoas, ninguém quer treinar em uma academia que soa como uma praça de alimentação de shopping, não é mesmo?

Quantos decibéis são permitidos em academias?

A resposta é: no máximo 85 decibéis. Mas por que esse número? O motivo principal de ser 85 decibéis é porque acima disso pode prejudicar a audição das pessoas que se exporem a esse nível sonoro por um tempo prolongado, e mais baixo que isso fica inadequado para um ambiente de academia.

E, como dissemos anteriormente que deve ser feito, o volume do som nessa proporção ultrapassa o tom de uma conversa, mas não afeta a passagem das lições pela equipe.

O aparelho que faz essa medição é o decibelímetro, ajuste o seu entre 80 e 85 decibéis. Além disso, a Organização Mundial da Saúde (OMS) não recomenda a exposição a esse nível sonoro por mais de oito horas.

De forma bem distribuída

Outro fato que não pode ocorrer é as músicas estarem em diferentes volumes a depender do local em que o aluno está. A não ser em salas separadas para outras modalidades — onde até mesmo playlists diferentes podem ser executadas. O som deve estar em igual potência em todos os pontos da academia.

Espalhe as caixas de saída de forma a abrangerem todo o ambiente e esquadrinhe-o andando para se certificar de que não há nenhum local em dissonância com os demais ou com alto-falantes defeituosos.

E sempre com qualidade de áudio

A qualidade tem a mesma importância do que a potência. Na hipótese de o volume do som estar em ajuste perfeito, mas as músicas estarem pouco inteligíveis, os alunos poderão reclamar por ficarem irritados com chiados, vozes fanhas ou graves muito intensos.

Ajuste a equalização do seu aparelho de forma adequada para o volume em que serão executadas as playlists. Mas para que isso resolva, tenha certeza de que os aparelhos — player, amplificadores e caixas de som — não apresentam defeito. Além disso, não busque músicas de qualquer fonte não confiável. De preferência, invista em uma rádio para academia e não tenha preocupação alguma quanto às músicas.

Gostou de todas as dicas citadas acima? Procura uma empresa que possa lhe auxiliar a reter e engajar seus alunos? Então conheça agora a Rádio Academia, serviço da ListenX, empresa especializada no assunto.

Conheça a empresa e teste por 10 dias GRÁTIS:

Você já tentou perceber se os seus alunos estão contentes com o volume do som ou ele está os atrapalhando? Como você cuida desse aspecto? Conte para a gente e aproveite para deixar a dica de uma música motivacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.